São Luís, Maranhão.

0 88

- Advertisement -

São Luís, como chegar, quando ir, o que fazer.

São Luís do Maranhão não é das cidades mais famosas e desejadas quando o assunto é turismo, o que de certa forma é um desperdício.

Ok, não é uma cidade que tenha dezenas de atrações ou belezas cênicas dignas de férias inteiras dedicadas a ela, mas é um destino a se considerar por pelo menos duas ou três noites, quando você estiver a caminho dos Lençóis Maranhenses.

Saiba tudo sobre os Lençós Maranhenses

Sobre São Luís

O nome da cidade é somente São Luís, mas já se convencionou ser chamada de São Luís do Maranhão, assim como São Salvador da Bahia ou São Sebastião do Rio de Janeiro. O fato é que o nome oficial das três cidades são: São Luís, Salvador e Rio de Janeiro.

Mas vamos ao que interessa sobre a cidade de São Luís, que é a capital do Estado do Maranhão e foi fundada em 08 de setembro de 1612 pelos franceses.

Aliás, é a única cidade do país que foi fundada pelos franceses. E um pouco da história, principalmente na arquitetura da cidade ainda foi preservado retratando essa época histórica.

Posteriormente a cidade ainda foi invadida pelos holandeses, mas depois chegou a galera de Portugal para botar ordem na bagunça, matando e expulsando os forasteiros e dizendo: minha casa minhas regras.

Brincadeiras a parte, a cidade, apesar de deteriorada em seu patrimônio histórico (uma pena), ainda mantém algumas recordações dos três povos que tentaram se estabelecer por lá.

Para quem não sabe, a cidade de São Luís fica localizada em uma ilha chamada Uapon-Açu entre as Baías de São Marcos e São José de Ribamar, no Golfão Maranhense.

Falando em Ribamar, se você esquecer o nome de qualquer pessoa por lá, pode chamar de Ribamar, que o índice de acerto será alto.

Mesmo que não seja o nome principal da pessoa, certamente será um nome composto, como Carlos Ribamar, Ribamar Raimundo, Jose Ribamar…rsrs.

Aliás José Ribamar é o nome de um ex presidente do Brasil, que é um dos “coronéis” do Nordeste brasileiro e sua família domina a política e outras áreas do Maranhão há décadas. 

Sabem de quem estou falando? uma mariola vencida para quem acertar.

Eu não quero me aprofundar no tema, mas se você tiver interesse por cultura, história, patrimônio urbanístico, teatro, música, religiões, mas sobretudo literatura, vale muito a pena que você busque informações sobre esses temas antes de viajar para São Luís.

A cidade, por ter sofrido influência de diversos povos, tem um patrimônios histórico, urbanístico e cultural muito variado e belíssimo. 

Você sabia por exemplo, que no final do Século XVIII a capital maranhense vivia um exitoso período econômico, graças à grande produção e exportação de algodão, e isso proporcionou que São Luis vivesse um período de grande efervescência cultural.

Sobretudo por ser uma das capitais brasileiras mais próximas da Europa, e também por ter sofrido influências de três povos daquele continente, a verdade é que São Luís era, nessa época a cidade brasileira que mais se relacionava com a Europa, principalmente nas artes.

Foi a primeira a receber uma companhia italiana de ópera e  recebia semanalmente as últimas novidades da literatura francesa, posto isso, não demorou para que a cidade tenha recebido a alcunha de Atenas Brasileira (ó, não é pouca coisa não).

Isso devido ao grande número de escritores locais que exerceram papel importante nos movimentos literários brasileiros a partir do romantismo. Surgiu, assim, a imagem do Maranhão como o estado que fala o melhor português do país.

Dentre os grandes escritores maranhenses e que você já foi obrigado a ler um livro deles na escola, estão Aluízio de Azevedo, autor de O Cortiço e Gonçalves Dias, do famoso poema Canção do Exílio.


“Minha terra tem palmeiras,onde canta o sabiá, as aves que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá…”

De todas as seções “sobre” dos meus posts de destinos essa foi a mais longa, mas se você gostar de história, cultura, arquitetura e literatura, vai ver que São Luís tem muito mais do que essas poucas linhas acima.

Como chegar à São Luís

São Luís é a capital do último estado do Nordeste brasileiro. Depois do Maranhão já estaremos no Pará, que é região Norte do país.

As três capitais mais próximas,e que talvez compense uma viagem de carro são Teresina(PI) a 467 km, Fortaleza(CE) a 898 km ou Belém (PA) 580 km.

A cidade também costuma receber com frequência visitantes das cidades de Imperatriz(MA) a 630 km, Marabá e Parauapebas, ambas no Pará, a 805 e 958 km respectivamente.

Além de carro, partindo de todas as cidades acima, você também pode optar pela viagem de ônibus, avião, e, vejam só, se seu lugar de partida for Marabá ou Parauapebas, você pode optar por viajar para São Luís de trem

Vamos a todas as opções:

Bom se você estiver em outras capitais como Rio, São Paulo e Brasília, existem voos diretos para São Luís, caso você esteja em cidades menores que contam com aeroportos, basta pegar voos com conexões.

De ônibus: 

Teresina/São Luís – Você pode optar pela Viação Guanabara com saídas a cada 4 horas e valores a partir de R$90,00 ou também pela Viação Real Maia, com quatro saídas diárias e valores que vão de R$100 a R$130,00. As viagens costumam durar de 7 a 9 horas.

Fortaleza/São Luís: As opções a partir de Fortaleza são duas viagens diárias pela Viação Guanabara . As passagens custam por volta de R$160,00 e o tempo de viagem é de 18 horas e meia.

Belém/ São Luís: A viagem de ônibus entre Belém e São Luís é feita pela Viação Boa Esperança , os preços oscilam entre R$150 e R$230,00 dependendo do tipo e conforto do ônibus e as viagens duram até 14 horas.

De avião:

Além dessas três capitais citadas acima, que você pode optar por ir de avião, você também pode ir voando através de Imperatriz, a maior cidade do interior do Maranhão, assim como de qualquer outro lugar do Brasil.

As três maiores companhias brasileiras operam no aeroporto de São Luís, assim como algumas regionais. Verifique tempo de viagem e valores das passagens nos sites das companhias. Os valores mudam de acordo com a época do ano e período de antecedência da compra da sua passagem.

De trem:

Se você estiver na região das cidades de Parauapebas e Marabá, no Estado do Pará, você pode optar por uma forma peculiar de viagem para chegar a São Luís. Digo peculiar, pois no Brasil, por existirem tão poucas linhas ferroviárias de passageiros, nós brasileiros, não temos o costume de fazer esse tipo de viagem.

O trem que faz essa linha é operado pela Vale e o mesmo que sai da cidade de Parauapebas às 6h da manhã é o que sai da cidade de Marabá às 8:30h.

Os preços variam entre R$60 e R$95,00, dependendo do local de embarque e chega a capital maranhense às 22h. A frequência semanal é de 3 vezes. A saber: domingos, terças e sextas-feiras.

Trem da Vale que faz transporte de passageiros

O que fazer em São Luís – MA

Casa da Festa

Seu nome oficial é Centro de Cultura Popular Domingos Vieira Filho (CCPDVF), mas é mais conhecido por todos como Casa da Festa. 

É um centro cultural instalado em um casarão histórico dividido em quatro pavimentos onde você vai encontrar referências às religiões de matriz afro, como umbanda, candomblé e tambor de mina no piso térreo.

Nos outros andares do casarão você vai se deparar com histórias e homenagens ao Bumba Meu Boi, tradicionalíssimo no Maranhão. Circuito Natalino e a devoção a São José de Ribamar, padroeiro do Estado do Maranhão. 

Bonito – MS. Tudo o que você precisa saber para a sua viagem

Mercado das Tulhas 

Também conhecido como Casa das Tulhas é o típico mercado municipal de outras cidades.

Lá você vai encontrar produtos típicos como mel, grãos, castanhas do Pará e de caju, cachaças, garrafadas para quase todos os problemas, doces, licores e comidas locais por um preço bem camarada.

Há também na área do Mercado das Tulhas, lojas de artesanato, roupas e lembrancinhas de viagem no geral.

O Mercado das Tulhas fica num prédio histórico retangular com quatro entradas e seu nome “tulhas” refere-se à venda de grãos. 

Nas tardes de sexta-feira costuma haver apresentações culturais como o Tambor de Crioula, entre outras. Verificar programação!

Teatro Arthur Azevedo

O Teatro Arthur Azevedo em São Luís é um prédio histórico em estilo neoclássico, lindo por dentro e por fora e muito bem conservado. É administrado pela Secretaria de Cultura e Turismo do Maranhão e tem visitações guiadas de terça a domingo das 14 às 17h. O ingresso custa somente R$5,00 inteira.

 

Teatro Arthur Azevedo

Palácio dos Leões

O Palácio dos Leões é a atual sede do governo do Estado do Maranhão. Foi construído em 1612 pelos franceses e depois tomado pelos portugueses e sofreu diversas modificações em suas caraterísticas originais.

Depois de anos de modificações e deteriorização, foi feito um projeto de recuperação e restauração concluído em 2003, e se mantém bem conservado desde então.

Embora haja visitação, elas não tem datas e horários definidos, é sempre bom entrar em contato entes para se informar.

Mesmo que você não consiga visitar o palácio, vale uma visita externa, pois a fachada é linda e ele está localizado no Centro Histórico de São Luís, perto de diversas outras atrações que podem ser visitadas a pé, inclusive a próxima que falarei aqui, a Catedral da Sé.

Telefones: (98)3232-9789 ou (98)2108-9000

Leia também: O jeito de ser Carioca

Palácio dos Leões

Catedral de São Luís

Respire fundo e me corrija se eu estiver errado, mas você pode encontrar a Catedral de São Luís com diversos nomes e, embora alguns deles, se refiram a coisas diferentes, o importante é você saber que tudo funciona no mesmo prédio, ou no anexo.

Catedral da Sé, Catedral de São Luís, Palácio Episcopal, Catedral de Nossa Senhora da Vitória ou Museu de Arte Sacra.

Está localizada na praça principal do Centro Histórico, assim como o Palácio dos Leões,e , ambos são considerados Patrimônio da Humanidade, pela UNESCO.

Da primeira vez que estive em São Luís, a igreja estava passsando por reformas e não pude visitá-la, já na segunda consegui fazer a visita e vale muito a pena conhcer o Museu de Arte Sacra, assim como a igreja por fora e por dentro.

Casa do Tambor de Crioula

O Tambor de Crioula é uma manifestação artística e popular altamente difundida no Maranhão. É uma dança de origem africana, praticada por descendentes de escravos e que sobreviveu até os dias atuais.

É uma celebração a São Benedito, e a dança é bastante alegre, com muito movimento e com roupas bastante coloridas.

Cosutuma-se celebrar o nascimento de um filho, o pagamento de uma promessa, a vitória do time de futebol etc..

Casa do Tambor de Crioula

A Casa do Tambor de Crioula é administrda pela Secretaria de Cultura e Turismo do Maranhão, e, embora pareça algo somente turístico e folclórico, para nós turistas, ela foi criada com o intuito de estudar e preservar a história e a cultura de uma manisfestação tão popular no Estado do Maranhão.

A Casa é um espaço para fortalecimento do processo de salvaguarda da manifestação. Tem caráter museológico, antropológico e sociológico, bem como de um centro de pesquisa, memória e documentação da história dos afrodescendentes, alem de ser um local de difusão da manifestação.

Casa do Maranhão

A Casa do Maranhão é um museu folclórico também administrado pela Secretaria de Cultura e Turismo do Maranhão.

Instalado em amplo casarão neoclássico do século XIX, localizado às margens do Rio Anil, a Casa do Maranhão oferece exposições permanentes sobre folclore, lendas, histórias e tradições que fazem parte da formação cultural maranhense.

Visitação de terça a sábado das 9 às 18h e domingos das 9 às 13:30h.

Endereço: Rua do Trapiche S/N – Praia Grande, São Luís – MA.

Casa do Maranhão

Casa de Nhozinho

Cego de um olho e portador de uma doença degenerativa, Nhozinho foi um brilhante artesão maranhense que viveu 70 anos entre 1904 e 1974. Dentre as suas obras destacam-se imagens para presépios, miniaturas de bumba meu boi, mulheres maranhenses e diversas peças de artesanato feitas com a palha do Buriti.

O museu abriga ainda exposições temporárias e permanetes com destaque para as ferramentas utilizadas por Nhozinho, elementos do cotidiano regional, com peças indígenas, utensílios de pesca, carros de bois, teares de rede, vasos de cerâmica, toalhas de buriti, bonecos populares, plumárias indígenas, brinquedos que imitam bichos. 

Leia também:

25 motivos para se orgulhar de ser brasileiro

Salas Vip de aeroportos – Conheça

Também guarda peças que revelam os costumes e a forma de viver do povo maranhense, desde os primórdios: ferros de gomar, fogões a carvão, a casa de farinha, a figura dos pregoeiro e o cofo, um tipo de cesto feito com folha de palmeiras nativas, como o babaçu.

Telefone: (98)3218-9953

Rua Portugal, 185 – Praia Grande – São Luís – MA

Casa de Nhozinho

Feirinha de Domingo

A Feirinha de Domingo ou Feirinha de São Luís é desenvolvida pela Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca de São Luís.

Lá você vai encontrar, tudo o que se encontra em feiras típicas, elém de artesanato local, roupas, lembrancinhas

A cada domingo existe uma programação cultural diferente, com apresentações de dança de grupos locais, forró, capoeira, pagode e também programas sócio educativos como homenagens ao Dia da Mulher, prevenção de gravidez e doenças sexualmente transmissiveis, entre outros.

A Feirinha acontece todos os domingos das 8 às 15h na Praça Benedito Leite.

Feirinha de Domingo

Onde se hospedar em São Luís

Portas da Amazônia Pousada

A Pousada Portas da Amazônia fica localizada próxima a diversos pontos turísticos da cidade, onde se chega caminhando a diversos deles.

É instalada em um casarão antigo, com ambiente rústico e simples e conta com ar condicionado, tv e frigobar em todos os quartos, sala de massagem, cyber café e ar condicionado também nos ambientes comuns.

Diárias para casal à partir de R$210,00 com café da manhã.

Blue Tree Towers São Luís

O Blue Tree Towers São Luís embora fique localizado em uma área nobre da cidade, próximo à Praia de Calhau, com mercado e shopping próximos, fica distante do Centro Histórico, a área mais turística da cidade.

O hotel possui spa, piscina, quadra de tênis, academia e estacionamento gratuito. Os quartos contam com frigobar, tv e ar condicionado e podem ter vista para a piscina ou para o mar.

Diárias para casal à partir de R$390,00 com café da manhã.

Blue Tree Towers São Luís

Bristol Express São Luís

O Bristol Express São Luís, também não fica no Centro Histórico da cidade, mas fica localizado em um área com shopping, supermercado e próximo a bons restaurantes.

Sua localização fica em uma avenida que rapidamente dá acesso à ponte São Francisco ou ponte Governador José Sarney, e logo em seguida você já estará no Centro Histórico.

O hotel conta com instalações modernas e “clean”, tem wi-fi e ar condicionado nos quartos e áreas comuns, habitações com frigobar e tv a cabo e estacionamento gratuito.

Diárias para casal à partir de R$285,00 com café da manhã.

Hotel Luzeiros

O hotel Luzeiros é um dos mais bonitos e luxuosos da capital maranhense, está localizado no bairro da Ponta do Farol, de frente à Baía de São Marcos, praticamente “pé na areia”.

O hotel fica distante do Centro Histórico, mas está bem próximo de dois dos principais restaurantes da cidade, o Coco Bambu e o Vignoli.

Conta com piscina com deck, solário, restaurante, bar molhado e academia, habitações com frigobar, ar condicionado e tv a cabo, o hotel é todo climatizado e possui estacionamento pago.

Diárias para casal à partir de R$430,00 com café da manhã..

Leia também:

Conheça os encantos de Toronto, a maior cidade do Canadá.

Grand São Luís Hotel

Esse é o hotel onde eu me hospedei na primeira vez que estive em São Luís, fica bem ao lado do Palácio dos Leões e da Catedral da Sé e muito próximo a pé dos demais pontos turísticos do Centro Histórico.

O Grand São Luís Hotel também fica próximo a diversas agências bancárias e comércio em geral.

O hotel conta com piscinas para adultos e crianças, quartos com frigobar, ar condicionado e tv a cabo. Wi-fi gratuito em todo o hotel 

Diárias para casal à partir de R$300,00 com café da manhã.

Grand São Luís Hotel

Green Smart Hotel

Foi neste hotel que eu fiquei da segunda vez que estive em São Luís.

A escolha foi pelo fato dele ser um hotel mais econômico e por ficar no meio das atrações que eu tinha intenção de ir nessa segunda viagem, como por exemplo a Praia de Calhau e as festas juninas do Ipem e da Praça Maria Aragão e por ficar praticamente ao lado da ponte que leva ao Centro Histórico.

Como eu disse, se trata de um hotel econômico, sem muitos luxos, mas os quartos, embora simples, eram bem limpos, com tv, frigobar e ar condicionado. 

O hotel possui piscina e um bom café da manhã.

OBS: Não encontrei informações sobre diárias. Talvez o hotel esteja fechado temporariamente ou definitivamente por conta da pandemia.

Green Smart Hotel

Onde comer em São Luís

Cabana do Sol

Óbvio, que mesmo tendo ido duas vezes à São Luís, eu não fui a todos os restaurantes da cidade, principalmente porque na segunda vez eu fui em período de festas juninas. E quem vai desperdiçar a oportunidade de comer delícias regionais por um precinho bem mais em conta que restaurantes?

Cabana do Sol

Mas dos restaurantes que eu fui, o que eu mais gostei foi o Cabana do Sol, provei o peixe assado na brasa com molho de alcaparras e ganhei como cortesia, pasteis de carne de sol com geléia de abacaxi com pimenta. Simplmeste tudo delicioso.

É o número 7 no Trip Advisor da cidade de São Luís.

Restaurante do SENAC

 O restaurante escola do SENAC de São Luís tem ambiente é agradável, possui um músico tocando piano, o buffet é variado e tem valor entre R$42 a R$55 depende do dia da semana ou do cardápio. Tem opção também a la carte, não cobra 10% e nem couvert artístico.

A sobremesa de creme de buriti é uma delícia.

É o número 6 no Trip Advisor da cidade de São Luís.

Restaurante do SENAC de São Luís

Flor de Vinagreira

Não conheci o restaurante, mas como tive boas referências resolvi indicá-lo aqui, mas vale uma pesquisa no Trip Advisor, caso você esteja pelo Centro Histórico e esteja buscando uma opção para o almoço.

É o 120 no Trip Advisor na cidade de São Luís.

Coco Bambu

Bom, o Coco Bambu é uma rede que tem dezenas de unidades espalhadas por todo o Brasil, portanto se você está acostumado a viajar, ou até mesmo na sua cidade você já deve ter experimentado a qualidade do restaurante. 

É o número 2 no Trip Advisor para a cidade de São Luís.

Coco Bambu São Luís

Vignoli

Pizzas, massas, saladas e risotos são as especialidades desse restaurante de comida italiana. Vignoli

É o número 3 no Trip Advisor na cidade de São Luís.

Vignoli São Luís

Cafofinho da Tia Dica

Fica próximo ao Flor de Vinagreira e do Mercado das Tulhas, ou seja, bem na meiuca de outras atrações do Centro Histórico.

Não se impressione com a aparência simples do lugar, a comida é uma delícia, mas os preços são acima da média que você espera para um restaurante simples.

É o número 17 no Trip Advisor na cidade de São Luís.

Cafofinho da Tia Dica

Dinheiro x cartão

Como se trata de uma capital, você não terá maiores problemas para encontrar agências bancárias, loterias ou caixas eletrônicos, seja nos shoppings próximos aos hoteis ou no Centro Histórico.

Além disso, como sempre falo, estamos no Brasil, onde até a tia do isopor de cerveja e o vendedor de amendoim da praia aceitam cartões de débito e crédito, você não vai passar aperto em São Luís caso não esteja com dinheiro em espécie em mãos.

Como se locomover em São Luís 

Bom, se você ficar hospedado em algum hotel ou pousada próximo ao Centro Histórico, saiba que você não precisará de carro, UBER ou táxi para quase nada, dá para fazer tudo a pé.

Caso você se hospede em algum hotel próximo à orla, você vai precisar se locomover através de UBER ou táxi. 

Da segunda vez que estive na cidade, cheguei a andar uma vez de ônibus urbano, pois era hora de jogo do Brasil na Copa do Mundo e todos os UBERs estavam com muita demora ou cancelavam as corridas.

Não acho necessário alugar carro para passar de uma a três noites em São Luís, o que você vai gastar de aluguel, gasolina e estacionamento será maior que se locomover de UBER. 

Conheça a Chapada dos Veadeiros, um destinos mais fantásticos do Brasil.

Vida noturna em São Luís

Não sou muito de baladas. Nas minhas viagens, geralmente a noite só saio para jantar ou para ir em alguma atração que só funciona a noite, ou só tem graça a noite, portanto não sei indicar o que rola de agito na noite de São Luís, mas vou deixar alguns links aqui abaixo, caso você queira aproveitar a noite da cidade.

Quando ir/ Melhor época para conhecer São Luís

A melhor época para conhecer São Luís vai dos meses de junho a dezembro, período de menor incidência de chuvas e com temperaturas amenas nos meses do meio do ano.

Outra vantagem de se conhecer São Luís nos meses de junho e julho é de ser o período das festas juninas e das festas do Bumba Meu Boi, tradição folclórica da cidade.

Se você estiver de passagem por São Luís para poder conhecer os Lençóis Maranaheses, esses dois meses do meio do ano também são os mais recomendados pois já é a época que cessaram as chuvas e as lagoas dos Lençóis estão cheias.

Tudo o que você precisa saber para sua viagem para os Lençóis

Como se vestir/ O que levar para São Luís

Como a maioria das cidades do Nordeste brasileiro, São Luís é quente quase o ano inteiro, com pequena variação nas temperaturas durante o ano, e as mínimas nunca ficam abaixo dos 22ºC.

Mas se você é de sentir frio, recomendo que leve um agasalho leve caso queira passear a noite pela orla da cidade, onde o vento pode aumentar a sensação de frio.

No mais, São Luís é uma cidade simples e você pode se despreocupar com maiores formalidades.

Para eles: Bermudas, camisetas, chapéu, boné, tênis, regatas, óculos de sol e protetor solar para o dia. Caso vá jantar em algum restaurante mais requintado, recomendo uma calça jeans ou de sarja e uma camisa de algodão ou linho e nada mais.

Qual sapato masculino usar em cada ocasião

Para elas: Shorts, bermudas, saias e vestidos leves para o dia. Cropped, regatas ou qualquer blusinhas de alça, óculos de sol e protetor solar.

Para a noite, vestidos longos leves e informais para jantares em restaurantes mais refinados.

Remédios/ Hospitais/ Seguro

São Luís é a capital do Maranhão e é uma cidade relativamente grande, se você possui plano de saúde não terá problemas em conseguir algum hospital que aceite o seu plano.

Internet/ Telefone/ Comunicação em São Luís

Todas as operadoras funcionam perfeitamente, tanto sinal de telefonia quanto o de internet.

Na estrada para Barreirinhas em alguns pontos o sinal desaparece. Quando passa por pequenas cidades, volta ter sinal, mas isso varia também de acordo com cada operadora.

As operadoras que têm fama de melhor sinal nas cidades do interior do Nordeste são a Tim e a Claro.

Segurança em São Luís

Não dê bobeira em São Luís, é uma cidade grande, como todos os problemas pertinentes a cidades desse porte no Brasil.

Os lugares que eu visitei na primeira vez estavam mais movimentados, já na segunda ida, como fui visitar o Centro Histórico no mesmo dia do jogo do Brasil que seria a tarde, as ruas estavam bem desertas, principalmente próximo ao horário do jogo.

Caminhei pela orla da Lagoa da Jansen, rodei pelas ruas desertas do Centro Histórico, andei de ônibus, UBER, fui à farmácia próximo ao hotel que eu estava da segunda vez e não tive nenhum problema.

Mas os próprios motoristas de táxis e UBER avisam para ter cuidado.

Dicas e curiosidades

Apelidos

Você sabia que a cidade de São Luís teve ou ainda têm diversos apelidos carinhosos?

São formas de chamar a cidade por questões históricas, geográficas ou de costumes, mas o fato é que a cidade também é reconhecida por:

  • França Equinocial – única cidade brasileira fundada pelos franceses
  • Atenas Brasileira – pelos grandes expoentes da literatura maranhense como Ferreira Goulart, Aluízio de Azevedo, Graça Aranha, Gonçalves Dias, Jousué Montello e José Sarney.
  • Ilha do Amor – Graças às suas belezas e arquitetônicas e ao amor cantado em verso e prosa por escritores e compositores, esse é um dos apelidos da capital do Estado que fica inteiramente em uma ilha.
  • Cidade dos Azulejos – Embora muitas construções tenham sido depredadas ou mal conservadas pelo poder público, a cidade ainda guarda boa parte de fachadas de casas e cortiços cobertas com azulejos portugueses, que outrora era muito maior, daí o apelido carinhoso.
  • Capital do Reggae ou Jamaica Brasileira – Taí uma cidade no Brasil que gosta mais de reggae do que de outros ritmos musicais. Óbvio que o sertanejo universitário, tecnobrega e funk também sejam bastante ouvidos por lá, mas não é difícil você passar por algum estabelecimento que esteja tocando reggae, assim como é fácil encontrar baladas que prestigiam esse ritmo.
  • Ilha Bela – Pelos mesmos motivos de ser chamada de Ilha do Amor.
  • Ilha Uapon-Açu – O nome Upaon-Açu foi dado pelos tupinambás e significa “Ilha Grande”. Também foi chamada ilha de São Luís. A denominação indígena foi restabelecida pela constituição do Estado do Maranhão: Art. 8º – A cidade de São Luís, na ilha de Upaon-Açu, é a capital do Estado.

Primeira gramática do Brasil

Muitos pensam que a primeira gramática brasileira tenha sido publicada em 1835 pelo gaúcho Antônio Pereira Coruja, mas seis anos antes, em 1929, o Padre Antônio da Costa Duarte, já havia publicado o Compêndio da Grammatica Portugueza em São Luís – MA.

Embora ele tenha tido pouco mais do que seis edições, segundo o Professor Antônio Martins de Araújo da UFRJ, postulados constantes daquela gramática pioneira como o sentido das preposições (tempo, espaço e noções afins), ainda permanecem válidos.

Alcione

A Marrom é nascida em São Luís e foi homenageada como enredo da escola de samba de São Paulo, Mocidade Alegre em 2018.

Enredos de escolas de samba

Falando em enredo de escola de Samba, a cidade de São Luís já foi tema do carnaval por três vezes, duas vezes em São Paulo e uma no Rio.

Em 2010 a Acadêmicos do Tucuruvi em São Paulo, conquistando o oitavo lugar. Já em 2012 foi a fez da Beija Flor de Nilópolis homenagear a Ilha da Magia e conquistar o quarto lugar no carnaval carioca.

E finalmente o Maranhão foi campeão de um desfile de carnaval em 2018 na homenagem feita pela Acadêmicos do Tatuapé.

Ainda falando sobre carnaval, você sabia que Joãozinho Trinta, um dos maiores carnavalescos da história do carnaval carioca, também é de São Luís do Maranhão?

E Joãozinho Trinta também já foi homenageado em um enredo sobre ele, pela União da Ilha em 1990, ficando com o sétimo lugar na classificação.

Tambor de Mina:

É uma religião de matriz afro pouco conhecida no restante do país e praticada no Pará, Piauí, mas principalmente no Maranhão.

Não confundir com o Tambor de Crioula, que é uma dança típica, também da região, mas em homenagem a São Benedito.

Artistas maranhenses

Artistas famosos do Maranhão: Alcione, João do Vale, Pablo Vittar, Rita Beneditto, Solange Couto e Zeca Baleiro.

E aí, São Luís merece ou não uma visita nas suas férias?

Abraços

Jason Brum

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.